Pesquise...

Últimos Posts

Arquivo de Posts

2021 - 2020 - 2019 - 2018 - 2017 - 2016 - 2015 - 2014 - 2013 - 2012

Postagens Populares

Vem Comigo

     
  •      
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Tecnologia do Blogger.

Total de Acessos


Saudações,

Desde 2020 eu tenho feito testes e usado o Debian como uma Rolling release.

Agora, em 2022, só falta um notebook para terminar a migração para o Debian Testing.

Até o momento os computadores com a versão testing estão funcionando 100%.


Ubuntu MATE artwork no Debian MATE testing


Eu confesso que gosto muito da artwork que a equipe do Ubuntu MATE fez, e queria ver o Ambiant-MATE no Debian. Mas infelizmente não temos um .DEB que possa agilizar o processo.

Então, supondo que você acabou de instalar o Debian Testing via netinst ISO-CD 64 bit ( firmware-testing-amd64-netinst.iso ) ou 32 bit ( firmware-testing-i386-netinst.iso ), usando um terminal...

Acesse a pasta de arquivos temporários...


$cd /tmp


Você pode usar o sudo com a sua senha, ou executar como root os comandos; eu recomendo o uso do sudo!


Instale e use o comando git para clonar o projeto oficial que encontra-se no Github...


$sudo apt -y install git
$git clone https://github.com/ubuntu-mate/ubuntu-mate-artwork.git


Ainda na pasta tmp, mude o dono da pasta com o comando chown...


$sudo chown 0:0 ubuntu-mate-artwork -R


Instale e use o rsync para copiar as pastas da artwork para seus devidos locais...


$sudo apt -y install rsync
$sudo rsync -ac ubuntu-mate-artwork/usr/share/ /usr/share/


Não se preocupe em sincronizar todo o conteúdo do ubuntu-mate-artwork/usr/share em /usr/share. Até a data deste post, os arquivos de origem não substituirão nem um arquivo no destino. 


Pronto, a artwork do Ubuntu MATE agora está disponível para uso no seu Debian MATE; veja como ficou aqui...

ANTES


DEPOIS


Software & Updates


Paz a todos!


Extra: Debian GNOME testing

Meu bom e velho i7 rodando rápido com um SSD e o Debian GNOME Testing...

GNOME Shell



Lista de programas


GNOME Software e GNOME Usage


Neofetch, sources.list e GNOME Files

E até o momento nada de quebra de pacotes ou sistema instável! 😍😍😍


Epílogo

Quando comecei a usar Linux, eu não media esforços... compilava Kernel, Apache, PHP, MySQL, etc. Testava "N" distribuições; o "céu era o limite".
Montei até servidores em FreeBSD; Deus o sistema de ports é incrível. Ah, e teve um ou dois servidores que eu montei em OpenBSD.

Contudo, depois que comecei a trabalhar na área de servidores e suas muitas configurações, conforme os anos foram passando, o cansaço "bateu à porta" e eu fui perdendo o ânimo.
Não me entenda mal, Linux e o mundo Open Source ainda são a minha paixão; só não quero "reinventar a roda". Tanto que eu comecei logo cedo o processo de automatizar as tarefas; eu não economizava nos scripts shell. 😁

Quando eu conheci o Ubuntu, ainda na época do GNOME 2, eu pensei: É um Debian que já vem pronto para que eu possa usar na minha estação de trabalho!
Então passei a usar o Ubuntu no PC de trabalho e continuei com o Debian e RedHat nos servidores.
Isto mesmo RedHat. Bons tempos! 😅 

Enfim... o Ubuntu cresceu, começou a seguir o seu próprio caminho, e isto não é algo ruim, mas algumas coisas hoje no projeto para Desktop já não me agradam tanto. Isto me fez olhar mais uma vez para o Debian.
Na época, para mim, ainda não era viável, mas agora eu sei que posso usar tranquilamente o Debian Testing na minha estação de trabalho.


0 comentários:

Postar um comentário