Pesquise...

Últimos Posts

Arquivo de Posts

2019 - 2018 - 2017 - 2016 - 2015 - 2014 - 2013 - 2012

Postagens Populares

Vem Comigo

     
  •      
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Tecnologia do Blogger.

Total de Acessos


Saudações,

Este post estava nos meus planos desde o lançamento do Ubuntu 18.04. Entretanto a correria do dia-a-dia não me permitia faze-lo.

Se você deseja testar sistemas como o ISPConfig, Virtualmin, ou apenas instalar um WordPress sobre um LAMP ou um LEMP, este post pode lhe se útil.

Ubuntu MATE 18.04 com LXD e LXC


Dificilmente eu efetuo modificações direto em um ambiente de produção. Sempre tenho um maquina virtual à minha disposição. E o pouco consumo de recursos do LXD/LXC é uma "mão na roda".

Antes da instalação vamos criar uma bridge no Ubuntu MATE. Se você ainda não se sente confortável com a linha de comando, acesse o BÔNUS: Configurando a bridge via GUI no final desta postagem. Caso contrario, em um terminal, use o nmcli, um gerenciador de linha de comando do NetworkManager:


$nmcli connection add type bridge con-name "Bridge connection 1" ifname bridge0


Pegue o MAC da sua placa de rede conectada à internet; no meu caso a enp2s0:


$ip link show enp2s0 | egrep ether


Ou com o ifconfig...


$ifconfig enp2s0 | egrep ether


Ou com o nmcli...


$nmcli device show enp2s0 | egrep HWADDR


Usando o seu MAC, atrele a placa conectada a internet com a ponte de nome bridge0:


$nmcli connection add type ethernet con-name "bridge0 slave 1" ifname enp2s0 mac 00:EX:XX:XX:X6:93 master bridge0

 
Agora vamos ativar a ponte!

Pegue o ID da conexão "Bridge connection 1" e  "bridge0 slave 1" executando:


$nmcli connection


Com os seus IDs em mão, execute os comandos:


$nmcli connection up b82xxxxx-...-xxxxxxxxx3c0
$nmcli connection up 50dxxxxx-...-xxxxxxxxxf64


Você também pode usar o comando ip ou o ifconfig para ativar a ponte!

Vamos conferir se funcionou? Execute:


$ip address show bridge0 | egrep inet


Ou com o ifconfig...


$ifconfig bridge0 | egrep inet


Ou com o nmcli...


$nmcli device show bridge0 | egrep ADDRESS


A esta "altura do jogo" sua placa de rede perdeu o IP, e a sua ponte, a bridge0, adquiriu um IP da sua rede interna.

Confira a imagem abaixo e veja a execução dos comandos usados...


A base para a instalação do LXD/LXC está pronta!

Instalando o LXD e o LXC


ONLY FOR TEST! It's not suitable for production environment.
SOMENTE PARA TESTE! Não é adequado para o ambiente de produção.

Abra o MATE Terminal e execute:


$sudo apt install lxd lxc lxd-tools


Efetue a configuração inicial do LXD:


$sudo lxd init


Responda as perguntas conforme o guia abaixo:

enter = Pressionar a tecla ENTER.
yes = Responder SIM.
no = Responder NÃO.
bridge0 = Nome da ponte criada com o nmcli.

Would you like to use LXD clustering? (yes/no) [default=no]: enter
Do you want to configure a new storage pool? (yes/no) [default=yes]: enter
Name of the new storage pool [default=default]: enter
Would you like to connect to a MAAS server? (yes/no) [default=no]: enter
Would you like to create a new local network bridge? (yes/no) [default=yes]: no
Would you like to configure LXD to use an existing bridge or host interface? (yes/no) [default=no]: yes
Name of the existing bridge or host interface: bridge0
Would you like LXD to be available over the network? (yes/no) [default=no]: enter
Would you like stale cached images to be updated automatically? (yes/no) [default=yes] enter
Would you like a YAML "lxd init" preseed to be printed? (yes/no) [default=no]: enter

Crie o seu primeiro contêiner; irei usar o Debian 32 bit como base:


$lxc launch images:debian/9/default/i386 debian9
Creating debian9
Starting debian9


Depois de alguns instantes você pode conferir a sua maquina virtal com o comando:


$lxc list debian9
+-----------+---------+-------------------+------+------------+-----------+
|   NAME    |  STATE  |       IPV4        | IPV6 |    TYPE    | SNAPSHOTS |
+-----------+---------+-------------------+------+------------+-----------+
|  debian9  | RUNNING | 10.0.0.123 (eth0) |      | PERSISTENT | 0         |
+-----------+---------+-------------------+------+------------+-----------+


Como você pode ver, sua VM já deve ter adquirido um IP da sua rede interna.

Inicialmente, para acessar o Debian "rode" o comando:


$lxc exec debian9 /bin/bash


Agora você está no prompt da sua VM. Talvez você queira testar o sistema executando um "apt updade" ou quem sabe um "apt install openssh-server" para ter acesso ssh. Agora é com você!


Bibliografia:
developer.gnome.org/NetworkManager/stable/nmcli.html

access.redhat.com/documentation/en-us/red_hat_enterprise_linux/7/html/networking_guide/sec-network_bridging_using_the_networkmanager_command_line_tool_nmcli

linuxcontainers.org/lxd/getting-started-cli/


Paz a todos!

 

BÔNUS: Configurando a bridge via GUI


Abra o gerenciador de conexões de rede:




Clique no sinal de adição, e adicione uma nova conexão do tipo Bridge:


Na tela seguinte, clique no botão Adicionar, e adicione uma conexão do tipo Ethernet:


Para finalizar, no campo Dispositivo, selecione a placa de rede que está conectada à internet para criamos uma Bridge Slave:


Salve as alterações.

Vamos retornar ao post, na etapa Agora vamos ativar a ponte.

0 comentários:

Postar um comentário